227/2021 MISHA E OS LOBOS

Tem coisa mais legal do que plot twist da vida real?

Tem coisa mais legal que documentário que a gente vai assistindo e vai pensando: se isso fosse um roteiro de um filme de ficção eu pararia de assistir porque ia achar que os roteiristas estariam forçando a amizade?

Misha e os Lobos é esse filme, conta uma história que ficou famosa na década de 1990 mas vai nos mostrando que não foi bem assim.

Lá naquela década, numa cidadezinha do interior dos EUA, uma radialista descobre que por lá morava uma sobrevivente do holocausto e ao entrevistá-la em seu programa, descobriu que sua história de sobrevivência era inacreditável.

Misha era uma judia belga e foi separada de seus pais quando eles foram mandados a um campo de concentração nazista e ela foi entregue a uma família católica para ser criada, o que era bem normal à época.

Ela contou que foi muito maltratada pela família e que quando descobriu que seus pais tinham sido mandados para a Alemanha, que ficava a leste da Bélgica, ela, com 7 anos de idade, veja bem, fugiu de casa e foi caminhando para a Alemanha.

Ela atravessou florestas, se escondia onde e como podia, até que um dia ela se depara com uma alcatéia de lobos e começa a viver com eles.

E sobrevive.

A história de Misha se torna conhecida no mundo inteiro, ela escreve livros, vende os direitos para o cinema, o filme é feito na França, lançado com sucesso e Misha briga com quem viria a ser sua amiga que a aconselhou em todo esse processo.

O problema chega ao pico aí: Misha, na verdade, passa a perna nessa “amiga”, exige muito dinheiro por ter se sentido usada e claro que o sistema jurídico americano dá ganho a menina que sobreviveu não só ao holocausto, mas também aos lobos e muito mais.

A amiga teve que pagar mais de 22 milhões de dólares a Misha, só que obviamente ela não tinha esse dinheiro, porque era só uma vizinha que a ajudou a contar sua história maravilhosa. Mas o que fazer? Ela ficou desesperada e tentou de alguma forma descobrir como poderia se salvar e aí começam as reviravoltas de roteiro mais grandiosas e absurdas e surpreendentes dessa história da vida real.

O documentário da Netflix Misha e os Lobos mostra que quando as pessoas querem, elas acreditam em qualquer coisa, por mais fantásticas que sejam.

Mas não é só isso.

Misha e os Lobos nos mostra que o roteirista da vida real é sempre mais malucão e criativo do que a gente poderia imaginar.

E o filme é um queixo caído depois do outro.

Imperdível.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s