217/2020 RESINA

Resina é um dos filmes mais legais que assisti no Fantaspoa e talvez o filme menos “fantástico “ do festival.

Até que se chega ao final.

O filme dinamarquês conta a história de uma menina de 13 anos de idade que mora com o pai e a mãe no meio do mato. Quase escondidos. Fugidos.

A resina do título é a que ela aprende a retirar de árvores e como aprende a fazer isso com o pai.

E também tem a ver com pedaços de resina que eles sempre procuram pela floresta quase que como trofeus da natureza. Ainda mais se dentro da resina tem algum inseto preso.

O que seria uma história idílica de família que pretende se isolar, viver uma vida meio hippie, fugir da loucura do dia a dia, aos poucos vai se mostrando um conto que de fadas está longe.

E a menina, que não conhece outra vida a não ser a que o pai lhe mostra, não sabe onde e como lá está.

Até que começa a questionar um monte de coisas e percebe que ela mesma pode estar presa num pedaço de resina.

Resina parece ser um drama triste e desanimador e até infeliz. Mas de repente a gente vê que além disso tudo tem um lado de horror da vida real vindo de segredos e de histórias não contadas que transforma totalmente o filme.

Recomendo com força.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s