265/2020 FUTUR DREI

O filme alemão Futur Drei é (mais um)a prova de que o cinema americano gay tem muito o que aprender com o cinema gay do resto do mundo.

Enquanto por lá eles insistem em fazer comédias românticas cheias de personagens que fazem muita burrada e no final precisam se redimir, repetindo uma fórmula chata, o resto do mundo, Brasil inclusive, vai fazendo filmes profundos, com personagens não caricatos e com temas mais e mais políticos, como tem que ser (na minha opinião).

Futur Drei conta a história de Parvis, alemão gay, filho de imigrantes iranianos, que vai trabalhar em um centro de acolhida de refugiados onde se aproxima de um casal de irmãos iranianos tentando o visto de moradia na Alemanha.

Ela é fofa, ótima, descolada e ele aos poucos vai se aproximando de Parvis, mesmo com seus amigos do centro dizendo que é errado ele ter qualquer tipo de relação com a bicha.

Mas Parvis é o máximo, super resolvido, inclusive com sua família, e faz tudo para agradar todo mundo do centro e em particular o bonitão no armário Amon e sua irmã lindona Banafshe.

O tom adocicado do filme tem toques amargos na medida perfeita para que a história não descambe para um melodrama sem graça.

Homofobia, bullying, pertencimento, a saída do armário, os dramas familiares são todos muito bem dosados e fazem com que Futur Drei seja a estreia perfeita para o jovem diretor Faraz Shariat, inclusive levando o prêmio Teddy para o melhor filme gay do Festival de Berlim de 2020.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬

3 pensamentos sobre “265/2020 FUTUR DREI

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s