091/2021 SEASPIRACY: MAR VERMELHO

O recém lançado documentário da Netflix, Seaspiracy: Mar Vermelho é uma porrada no meio da nossa fuça.

Dirigido por um jovem realizador inglês, o filme tem o problema desse Kip Andersen querer aparecer mais do que deveria no filme, contando a história a partir de sua própria história, como todo bom jovem nascido nas redes sociais.

E pior, não ter consciência de quando parar e de não se repetir.

Mas o filme é bem interessante: a partir de uma vontade pessoal de querer limpar as praias e os mares (ui, pretensão milenial), ele começa a se aprofundar cada vez mais para saber se é verdade que os canudos de plástico e as sacolas de super mercado são os reais vilões da poluição dos nossos mares.

E quanto mais ele pesquisa, mais ele descobre, e por consequência nós também descobrimos, que o plástico, o canudo, as sacolas, são usados pela indústria da pesca como bodes expiatórios para os seus pecados.

Para o real mal que fazem e que estes sim são os causadores da morte de todo o eco sistema marítimo.

E que por consequência, se nada for feito realmente, da morte da vida na Terra.

Porque não vai ser meteoro, nem efeito estufa, nem presidente nazista brasileiro liberando a queimada na Amazônia que vai dar fim ao nosso planetinha.

Os números e os fatos são muito impressionantes.

O plástico que de verdade é encontrado em estômagos de baleias e das centenas de milhares de tubarões mortos todo ano vem de redes de pesca descartadas nos mares.

O atum pescado detona não só o fundo do mar mas também outras espécies de peixes e também de aves, nas redes gigantes dos navios monstruosos de pesca.

A indústria da pesca como mostrada neste documentário é a grande vilã de 2021.

É tudo muito triste de se ver, tudo filmado por Kip e sua companheira.

Mas eu fiquei com várias dúvidas durante o filme inteiro, em relação e edição de vídeo e de texto de entrevistados.

Acho o filme um pouco “porra loca” demais, cheio de prováveis dados incertos, por causa da ânsia nervosa e ansiosa do diretor.

De qualquer maneira, por mais imprecisos que sejam, se é que são, a realidade é que a gente agora também não pode mais comer peixe, se já não podia comer carne, usar plástico, queimar combustível fóssil.

Estamos fudidos mesmo.

NOTA: 🎬🎬🎬1/2

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s