181/2021 EM UM BAIRRO DE NOVA YORK

Eu não gosto muito de musicais, preciso confessar.

Gosto, na verdade, de um certo tipo de musical, aquele que tem música no filme que ajuda a contar a história, como parte do roteiro.

Mas não consigo gostar desses musicais onde as pessoas estão andando na rua e de repente começam a cantar e todo mundo canta junto e vira uma festa e quando a música termina, todo mundo para de dançar e volta a andar normalmente.

Gosto de Fama, não gosto muito de Em Um Bairro de Nova York.

Mas veja bem, isso é uma chatice minha, porque de vez em quando tem um musical desses que me pega, como Moulin Rouge.

Em Um Bairro de Nova York é baseado em um musical da Broadway (pronto, pra mim acabou) escrito pelo hoje onipresente Lin-Manuel Miranda que depois de explodir com Hamilton, faz o que ele quer.

Esse filme é a prova.

O filme é sobre uma parcela bem específica da população latina de Nova York, os de ascendência dominicana que neste filme parecem que são os únicos que habitam a redondeza onde a trama se passa.

O que me incomodou ainda mais.

O roteiro do filme tem todos os clichês possíveis de uma comédia romântica misturado a todos os clichês de musicais.

Mais um incômodo.

A direção do filme é bem boa e ao mesmo tempo bem esquemática, culpa de Jon M. Chu, que também explodiu dirigindo Podres de Ricos, o filmes do asiáticos milionários e ao que parece, só vai fazer filmes de guetos.

Ai ai ai.

O que salva o filme é o elenco jovem, quase desconhecido e bem talentoso.

Em Um Bairro de Nova York é aquele filme bonitinho, onde as personagens sofrem por serem imigrantes latinos num país nem tão tolerante mas também porque querem crescer e não são entendidos pelos seus.

A pegada política do filme me emocionou, a luta, o sonho, como eles chamam no filme, é bem importante estar num filme com o alcance que esse está tendo, apesar de que a gente sabe que no fim não muda a opinião de quase ninguém (desculpem a decepção geral).

Todo mundo ama esse filme, eu achei bem competente, colorido como todos os pops de hoje em dia, com uma trilha ótima, quase perfeita, se eles tivessem a manha de tirarem toda a parte orquestral chata da Broadway e deixar a música mais rua mesmo, mais popular.

Assista, dance pela sala e tire suas conclusões.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬

Resenha em 30 segundos ou menos:

Trailer:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s