357/2022 BARDO – FALSA CRÔNICA DE ALGUMAS VERDADES

Eu nunca achei que esse dia chegaria.

Bardo – Falsa Crônica de Algumas Verdades, o novo filme do mexicano do Iñarritu, me dói o coração dizer mas eu não vi e não gostei.

Na verdade eu vi.

O filme estreou essa semana na Netflix.

Fui lá, todo pimpão, dei o play e o filme começa com um parto, uma criança nasce, o médico pega no colo e ao invés de dar tapinhas pra ela chorar, ele a coloca perto do ouvido e diz: ela quer voltar pra dentro.

Com a ajuda da enfermeira, o médico coloca a criança de volta dentro da barriga da mãe.

E a mãe fica feliz.

Fim.

Não aguentei, parei o filme e já julguei: pior filme do ano.

Lá vem o Iñarritu dar mais um truque de diretor publicitário espertão, tipo Birdman.

Uhuu, que genial, colocou de volta o nenê de volta no ventre da mãe.

Ah, faça-me o favor.

Paciência zero. Chega.

Parei o filme e assisti Violent Night, com o Papai Noel mais violento do cinema.

Amanhã falo dele.

NOTA: ZERO

Advertisement

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s