017/2023 ABOUT FATE

É o destino, minha gente.

Custa traduzir o título do filme, Prime Video?

About Fate é uma comédia romântica quase ruinzinha com a Emma Roberts, que também tá quase ruinzinha, tadinha.

Sempre digo que eu amo comédias românticas, pois romântico inveterado, apesar de todos os pesares, mas essa foi por pouco que eu não dou um #alertaporcaria.

O filme é dirigido pelo russo Marius Balchunas, baseado em um filminho russo de 1975 feito pra televisão que era uma paixão do diretor.

O destino do título coloca Margot (Emma Roberts) e Griffin (Thomas Mann), um no caminho do outro.

Duas pessoas que acreditam no ar, que querem se casar mas que estão ligadas a pessoas não tão românticas que ambos e o pior, nem estão assim tão apaixonados como os dois.

Claro que uma comédia romântica tinha que ter um casamento onde a dupla central vai.

E esse casamento é, olha só, na noite de 31 de dezembro, onde a irmã freak de Margot vai se casar e quer conhecer o namorado secreto que a fofa nunca apresentou pra ninguém.

Só que o tal namorado, um fortão grandão, termina com ela na noite anterior e olha aí o acaso, ela encontra Griffin deitado em sua cama, bêbado, sem saber como está lá e o arrasta para fazer o papel de seu namorado secreto.

Já que ninguém o conhece, Margot acha que tudo vai dar certo até que os detalhes sobre o tal Kip acabam sendo necessários para a festa quase desastrosa.

About Fate não é ruim ruim, mas é um filme com absolutamente todos os clichês encontrados em comédias românticas.

Aliás, o único que faltou foi o amigo gay da mocinha, o que me fez concluir que o diretor é homofóbico hehehehe

Mentira, mas pensando bem, russo e tal, sei lá.

O problema do filme, na verdade, foi a falta de dinheiro. Tudo é muito amadoresco, das locações ao figurino, dos planos com falhas que provavelmente só foram vistas depois da filmagem e daí, sem dinheiro pra refação.

Mas as intenções são sempre boas, espero, vindas de alguém que faça uma comédia romântica porque pelo menos o povo acredita no amor.

Cafona, mas é verdade.

Mas sabe o que nnao funcionou de verdade pra mim? O casal principal.

Emma até quase tem um jeito fofo pra esse tipo de filme, mas só quase. Acho ela uma atriz que é sempre quase, nunca me convence em nada.

E Thomas Mann é um cara que tem muito cara de bobo, apesar de corpão que fazem questão de mostrar muito no filme sem necessidade. E essa cara de bobo, que pode até funcionar numa comediazinha dessas, não rolou aqui porque o personagem dele é muito paspalho, tadinho. Irrita.

Uma pena.

NOTA: 🎬🎬1/2

Advertisement

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s