“O Reflexo Do Mal”, pérola perdida! (Post vintage/2008)

Muito tempo atrás, nos anos 80’s, um escritor resolver filmar seu próprio livro e lançou um filmaço em 1990, “The Reflecting Skin”, aqui com uma tradução porca (óbvio) de “O Reflexo do Mal”, levando o filme pra um lado de terror besta que não o é.
Phillip Ridley, o tal escritor, lançou esse livrinho ótimo, sobre um menino de 8 anos de idade que vive nos anos 50’s no meio do nada americano e começa a descobrir a vida e a morte e no meio disso, o sexo.
Reflecting skin poster
Com um clima bem pesado (no melhor dos sentidos), Ridley cria um universo próprio que faz com que a gente acredite em tudo que ele nos mostra através do garoto Seth: sua mãe fanática religiosa, seu pai que lê histórias de vampiros, sua vizinha viúva que ele acredita ser ela uma vampira, seus amigos que vão sumindo causando mais desgraças ainda, um carro preto cheio de “transviados” que tentam aterrorizar o povo e finalmente seu irmão que volta da guerra com uma foto de um bebê exposto à radiação na sua carteira ao lado de uma foto de uma mulher pelada, mostrando que nesse universo, o sexo e o horror andam lado a lado, seus dois souvenirs de viagem.
A roteiro tem uma narrativa quase infantil, sempre do ponto de vista de Seth, mas quanto mais ela vai atrás do que fazer pra passar o seu tempo livre, mais sua imaginação o leva a um mundo só seu de viúvas/vampiros e fetos/anjos e mães/demônios onde ninguém se salva e onde ninguém é normal, nem mesmo ele, quase consciente de sua loucura.
Uma coisa que me deixa impressionado com esse filme até hoje, é ainda sua pertinência cinematográfica, seu apurado senso estético e principalmente a direção de atores, com destaque para o garoto Jeremy Cooper que faz um Seth Dove que nos deixa tensos a cada close seu, no nível do Damian de “A Profecia” e a surpresa desse filme é o Viggo Mortensen, já mostrando o grande ator que viria a ser
As referências meio óbvios de David Lynch e David Cronenberg se somam ao gênio de Ridley que nesse filme explode na tela, especialmente se pensarmos que o ele é o autor do livro, sem nunca ter dirigido nada antes e com um filme de terror feito em 1995, “The Passion of Darkly Noon”.

Advertisement

3 pensamentos sobre ““O Reflexo Do Mal”, pérola perdida! (Post vintage/2008)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s