A Disney cobriu a bunda da sereia em Splash, Uma Sereia Em Minha Vida. Em 2020.

É de cair o c* da bunda, mas é verdade.

Um filme lançado em 1984, repito, 1984, hoje um clássico dos filmes fofos, das comédias românticas, Splash, Uma Sereia Em Minha Vida, foi mutilado pela Disney que não admite bundas desnudas em sua plataforma de streaming.

Que tempos são esses, minha gente.

Splash foi o filme que colocou no mapa não só um dos maiores astros de Hollywood, o almofadíssimo Tom Hanks, mas também catapultou Daryl Hannah ao estrelado e mais, fez com que seu diretor Ron Howard subisse vários degraus em sua escalada de sucesso.

36 anos depois de lançado, o povo da Disney resolve cobrir a bunda da sereia, em cenas tão inocente que nem se levava em consideração a nudez.

Daí você pensa: bom, pelo menos é a Disney, vão fazer alguma coisa bem feita, usar seus trilhões de dólares para uma “efeito especial” digno de um filme de tanto sucesso.

Sabe o fiasco de Cats?

Aquela tosquice dos (d)efeitos especiais do ano passado que ninguém assistiu mais que o trailer? Ganhariam o Oscar comparado com o horror que virou Splash.

Parece que grudaram um monte de pelo sintético na bunda da fofa.

Vergonha é pouco.

Um pensamento sobre “A Disney cobriu a bunda da sereia em Splash, Uma Sereia Em Minha Vida. Em 2020.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s