186/2020 O SOL DE RICCIONE

É incrível como as vezes eu sou muito idiota “colonizado” sem noção.

Eu evito ao máximo assistir filmecos idiotas brasileiros, principalmente as comédias nível Globo Filmes e acabo caindo no conto dos filmes gringos que a Netflix lança.

O Sol de Riccione, meu povo, é um dos grandes truques do ano.

Imagina uma porcaria de roteiro que não teria sido aprovado para a pior temporada da Malhação.

O Sol de Riccione conta a história de uma temporada de versão de uns jovens bem idiotizados, de 20 e poucos anos que parecem na verdade ter 12, 13 de tão sem noção que agem uns com os outros.

Não sei se é uma coisa italiana, mas por aqui o povo de 20 anos de idade é muito mais esperto do que o que vemos no filme.

Se fosse um filme infantil, a crítica seria outra, mas no caso, que tragédia.

Todos os clichês de relacionamento, de primeiro namoro, de amor de verão existem nesse filme.

Mas nesse caso, os clichês são usados mal e porcamente, a começar a praia onde o filme se passa que parece ser um balneário falido, que teve sua glória nos anos 70/80.

A aura de Riccione envolve o filme: as locações são cafonas, o elenco é cafona, seus sentimentos são cafonas, o tipo de pensamento do próprio filme é cafona.

Se eles quiseram fazer um filme idiota e ingênuo e simplório para os anos 1970, erraram na mosca em 50 anos.

Acabaram fazendo provavelmente o pior filme italiano do século XXI.

NOTA: 1/2🎬

Um pensamento sobre “186/2020 O SOL DE RICCIONE

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s