233/2020 AMERICAN DHARMA

Amanhã é meu aniversário. E eu considero o meu ano novo, não aquele doa 1º de janeiro, mas o do 21 de agosto.

Assim sendo, hoje dia 20 de agosto é o último ano do meu ano número 52. Nos últimos dias vinha pensando qual filme postar para celebrar essa data icônica de fim de era solar.

O destino, ah o destino, fez com que Steve Bannon, um dos piores homens que andam sobre a Terra, o anticristo, segunda a Dani, fosse preso hoje.

Bannon é o cara que criou o alt-right, praticamente. Ele é o cara que elegeu o Trump, elegeu o Bolsonaro e toda a corja neo nazista que está no poder muro afora através de sua escola de pensamento neo fascista.

American Dharma é um documentário dirigido pelo grande documentarista americano Errol Morris, um cara que reinventou o documentário e que quando alguém faz algo parecido com seus filmes, todo mundo diz que tal pessoa copia Morris.

No filme, Bannon deixa claro que um dos filmes de Morris é sua referência de cinema desde sempre, o que por si só seria um paradoxo, já que Morris deixa claro por vezes que ele tem medo de Bannon e de tudo que vem com ele.

Assistindo o filme você vai concordar com minha amiga que Bannon é sim o anticristo.

American Dharma, infelizmente, é um filme bem meia boca, que me deixou inclusive super decepcionado com o mestre Errol Morris, porque o cara literalmente abriu as pernas para Bannon. Cita umas feridas abertas mas ao invés de cutucá-las ele no máximo joga um pouquinho de mertiolate por cima e daquele que nem arde mais.

Parece até que o filme foi pago pelo próprio Bannon. Se não, Morris se mostrou um grande de um bunda mole.

Tudo o que ele prega, tudo o que a gente tem visto vindo de Brasília, todo o mal que a gente lê, ouve e enxerga todos os dias que está acabando com o mundo existe porque esse povo que saiu dos piores esgotos e chegaram ao poder rezam por sua bíblia.

Bolsonaro, seu filho Bananinha, seu pseudo guru Olavo já fizeram um banquete para Bannon com fotos e vídeos espalhados pela internet, para deleite de alguns e ojeriza de muitos outros.

Isso tudo pra dizer que esse cara do mal, com uma mente teoricamente brilhante, foi preso hoje por um esquema de…. rachadinha.

Na verdade um esquema que mistura rachadinha com uma pseudo pirâmide e lavagem de dinheiro descarada. O que me deixa com uma ponta de esperança que os lixos da família bolso logo caiam por suas tramóias de rachadinha também.

Mas isso não é um post político, longe de mim, e sim um sobre o último filme dos meus 52 anos.

Quis terminar esse ciclo com um filme de utilidade pública.

Se alguém ainda tem alguma dúvida sobre “coincidência” da merda toda que rola pelo mundo, assista American Dharma e entenda de qual mente desgraçada veio tudo isso.

NOTA: 🎬🎬🎬

2 pensamentos sobre “233/2020 AMERICAN DHARMA

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s