023/2021 RUN HIDE FIGHT

Run Hide Fight talvez seja o filme mais polêmico da temporada.

Infelizmente pelos piores motivos.

Pra começar, o filme é uma porcaria: mal escrito, mal filmado, com um elenco até razoável mas com uma direção que torna todos os personagens em caricaturas.

O filme se passa em uma escola que é invadida por alunos armados até os dentes que saem matando todo mundo que encontra pela frente em um plano que eles acham que foi super bem armado.

Mas os malvados não contavam com a astúcia de uma aluna daquelas que ninguém lembra direito quem é mas que por acaso é filha de um escrotão que a leva para caçar na floresta, então ela, aos 18 anos de idade, é uma ótima atiradora e também é uma menina cheia de rancor no coração porque não consegue aceitar que a mãe morreu.

Juntou esse ódio e essa mira, o diretor acha que ela pode virar um Bruce Willis em Duro de Matar na escola do interior contra uns moleques cheios de armas e bombas.

A polêmica toda começa aí porque fazer filmes sobre esses absurdos que só acontecem (quase) nos EUA onde a molecada quer aparecer matando seus colegas (a parada toda é transmitida ao vivo pelo celular) é uma forma de validar a glamurização do horror da vida real.

Mostrar que isso acontece da forma que acontece é validar os planos maléficos desse povo dos infernos.

E não adianta citar Hitler no roteiro pra tentar tirar um pouco do peso da m*rda que vocês estão fazendo.

A polêmica toda continua porque o filme está sendo distribuído por uma produtora nova ligada a extrema direita americana.

O filme não foi financiado por eles, mas está sendo distribuído pelos neo nazis, o que me deixou muito curioso para assistir, principalmente para entender o que esse povo enxerga nesse filme ruim.

Claro que a curiosidade é mórbida, a mesma que me fez assistir o documentário brasileiro feito pelos neo nazis daqui sobre o golpe de 1964 como sendo a maior revolução da história.

Patético.

Pra terminar, o que me deixou mais chocado que tudo foi o filme ter estreado no festival de Veneza do ano passado. Um filme desse nível num festival daquele nível. Não deu pra entender.

Run Hide Fight (Corra Se Esconda Lute), que é como os alunos de escolas por lá são ensinados a se portarem num caso de invasão de terroristas nas escolas, é o tipo de filme que eu não entendo a razão de ter sido realizado, o tipo de filme que a minha curiosidade mórbida faz acender um alerta e eu vou lá ver.

Sabe quando você está de carro, passa devagar por uma acidente para tentar ver os acidentados e por “sorte” ver o corpo estendido no chão coberto de jornal e talvez com a mão pra fora? Eu não tenho esse fetiche, as vezes que passo por acidentes eu nem olho pros lados.

Mas pra filme tosco de moral duvidosa, vou lá eu assistir e sofrer sozinho depois.

P.S.: pra um filme maravilhoso sobre o mesmo tema, assista o já clássico Elefante, do Gus Van Sant.

NOTA: 🎬

2 pensamentos sobre “023/2021 RUN HIDE FIGHT

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s