151/2021 NIMIC

Raríssimo escrever sobre curtas aqui mas esse não dá pra passar.

Nimic é o mais recente filme do grego mais surreal do cinema atual, nosso preferido Yorgos Lanthimos.

Dizer que o filme é bem doido seria minimizá-lo, mas que é bem doido, ô se é.

Em Nimic, Matt Dillon (que vem se mostrandoo o queridinho dos diretores doidos europeus e eu não os culpo) é um cara casado, com 3 filhos, toca violoncelo em uma orquestra, cara bem normalzão.

Um dia, depois de tomar café da manhã com sua esposa calada e sua prole linda, vai trabalhar e na volta para casa, tem uma “interação” com uma jovem no metrô e tudo vira de cabeça para baixo.

O filme de 12 minutos que está disponível no Mubi deveria ter mais umas 2 horas de história pelo menos porque o que assisti me deixou sem chão.

O filme funciona com regras próprias, vindas sei lá de que canto do cérebro do grego e quando a gente acha que está entendendo o que ele nos mostra, já era.

O surrealismo pra mim sempre foi uma paixão.

Avassaladora quando entendi que era o que Dali e Magrite faziam, amor incondicional quando entendi que era o que Buñuel fazia e cérebro explodido depois de ler Breton e patota.

Uma coisa que eu acho graça é quando as pessoas ficam impressionadas com uma coisa ou uma situação e soltam um “surreal” de espanto.

Geralmente esse adjetivo está bem errado, o que elas queriam dizer é meio que um “hiper real”, porque geralmente falam isso sobre alguma coisa maior do que esperavam que fosse, para o bem ou para o mal.

Surreal é quando a realidade funciona como que num sonho, quando os padrões a que estamos acostumados são totalmente re arranjados e re imaginados de formas não “reais”, mas com uma lógica própria e em princípio sem sentido para o nosso “normal”.

(adoro escrever com aspas, desculpem)

Nimic é surreal na veia.

Filme de 12 minutos que diz e mostra muito ais que esse monte de porcaria de mais de 2 horas que temos visto ultimamente.

Aula de direção e de roteiro, com elenco totalmente afinado para contar uma historinha besta porém, SURREAL, cara!

Que neste caso, é surreal mesmo.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬🎬

Resenha em 30 segundos ou menos:

Trailer:

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s