298/2021 OS CÃES NÃO DORMIRAM ONTEM A NOITE

Pra quem acompanha este blog sabe que um dos meus filmes preferidos de 2020, que tá no meu top 10, é um filme iraniano visto 1 ano atrás, na #MostraSP, o maravilhoso e forte e punk Não Há Mal Algum.

Folgo em dizer que o posto de preferido deste ano que apareceu também na #45Mostra e que me deixou de 4, emocionado, feliz e com sangue nos olhos, como aquele iraniano, é afegão (com co-produção iraniana) Os Cães Não Dormiram Ontem à Noite.

Como no filme de 2020, Os Cães é um filme onde 3 histórias são contadas em princípio aleatoriamente mas que se juntam em seus objetivos da forma mais forte possível, todas elas que surgem em torno de um avião do exército dos EUA que cai em certa região.

Dos 5 passageiros, 4 morrem e 1 sobrevive.

E essa sobrevivente vai ser o motivo do talibã importunar os habitantes da região das formas mais violentos possíveis até que ela seja encontrada.

Mas também como no filme iraniano, a população já não está aceitando toda essa violência talibã tão passivamente e apesar de parecerem acuados e oprimidos, vemos que a força tem vindo de onde menos esperamos.

Os Cães Não Dormiram Ontem à Noite é brilhante em sua efetividade.

Eu ouso em dizer que seja o filme mais potente do ano, esteticamente falando, exatamente pela sua aparência simples demais.

O filme se passa no interior do Afeganistão, no meio de um deserto árido e abandonado, senão por algumas pessoas que por lá resistem a duras penas.

As 3 histórias acontecem com pessoas que são vizinhas, mas não como nós por aqui à distância de alguns passos, mas sim de caminhadas sob o sol de distância.

São pessoas que se conhecem desde sempre mas que se relacionam quando podem e não quando querem porque além da distância e de todos os empecilhos causados por isso, ainda sofrem nas mãos do talibã e suas leis radicais e estúpidas.

A pastora que mora com a irmã e que salvou a americana; o jovem caçador de pássaros que vive sozinho depois que seu pai foi morto e mora dentro de um tanque de guerra abandonado naquele deserto; e a professora que dá aula em casa para meninos e, respira, meninas, mesmo sabendo do perigo que corre, já que a escola foi destruída anos atrás pelos assassinos.

Essas 3 pessoas vivem em torno de uma mesma história sem que saibam disso.

E essa história primeira vai nos mostrando da forma mais humana e existencialista possível que as surpresas dependem só de nós mesmos, para o bem e para o mal.

Repito que Os Cães Não Dormiram Ontem à Noite me deixou com vários nós na garganta e que o choro que não saía deu vazão a um grito de felicidade no final da sessão.

Dizer que a minha busca pelo filme do ano sempre dá uma embolada em outubro com a #MostraSP e quando eu pensava que não veria filme melhor que o iraniano Pegando a Estrada, Os Cães Não Dormiram Ontem à Noite mostra que eu não sei de nada mesmo.

NOTA: 🎬🎬🎬🎬🎬

Um pensamento sobre “298/2021 OS CÃES NÃO DORMIRAM ONTEM A NOITE

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s