022/2022 ITALIAN STUDIES

Que filminho mequetrefe, minha gente.

E eu estava super ansioso pra ver por ser estrelado pela musa Vanessa Kirby (que se fosse bonita se pareceria com minha filha).

Ela é Alina, que está em Londres em um estúdio vendo a gravação de uma banda ou um ensaio, e quando sai pra fumar encontra uma americana que diz conhecê-la por ser amiga de um cara que Alina não faz ideia de quem seja.

A partir daí a gente vê uma história de um passado recente onde Alina está em Nova York e tem uma apagada geral e além de largar seu cachorro em uma livraria, sai pela cidade sem saber quem é, sem saber onde está e passa a noite com um moleque que ela encontra do nada e seus amigos, onde estava a tal menina de Londres.

O problema de Italian Studies é que nada além disso acontece no filme.

Nada.

Essa noite é tão besta e sem graça quanto uma noite de jovenzinhos que ficam fumando maconha, tomando cerveja e falando de nada interessante.

O filme do diretor Adam Leon é ruim, fraco demais, desinteressante.

Poderia ser uma bobagem só, com uma historinha fraca e tal, mas ele recebe colocar no meio de tudo umas entrevistas com essa molecada, onde, adivinha, eles não falam nada que acrescente a um roteiro besta.

Um desperdício de Vanessa, inacreditável.

NOTA: 🎬🎬

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s