002/2021 LET THEM ALL TALK

Ao final de Let Them All Talk eu só fiquei pensando: será que o Soderbergh conseguiu um patrocínio da empresa do transatlântico e da viagem entre EUA e Inglaterra e daí foi escrever um roteiro que lá se encaixasse?

Tomara que tenha sido isso porque eu acho que o vencedor de Cannes com seu primeiro filme, Sexo, Mentiras e Videotape, Steven Soderbergh, há anos vem fazendo uns filminhos que não fedem nem cheiram, por vezes lançando 2 longas por ano, sem parar.

Fico só pensando se ele não vai atrás de dinheiro e daí escreve os roteiros.

Em Let Them All Talk ele conta a história de uma escritora americana (Meryl Streep, sem nada especial) famosa que vai receber um prêmio literário na Inglaterra mas por ter medo de voar, consegue viajar a bordo de um transatlântico e ainda levar suas 2 amigas de faculdade e seu sobrinho que faz as vezes de seu assistente pessoal.

Fim.

Brincadeira.

O filme até que é bacaninha, dos melhores do diretor dos últimos anos, mas é uma bobagem, nada demais.

O drama todo que poderia acontecer com as 2 amigas da escritora (Diane Wiest e Candice Bergen) não desenrola como deveria e deixa essas 3 atrizes maravilhosas à deriva, em uma viagem sem propósito e sem fim.

Já seu sobrinho (o onipresente Lucas Hedges) se dá bem e quase rouba o filme com sua história paralela besta de tentar seduzir, como um personagem de Woody Allen sedutor perdido em alto mar, a editora de sua tia ( Gemma Chan).

Um parêntese: existe hoje atriz mais linda em Hollywood que Gemma Chan? Não. Obrigado.

Let Them All Talk, como disse, é uma bobagem, com um roteiro sem graça mas muito bem escrito e com uma direção de arte incrível, porque parece que todos o elenco teve que se vestir e se maquiar sozinhos, dando uma sensação de real bem boa.

Por menos que a gente se aprofunde nas histórias possíveis desse grupo bem heterogêneo, a gente vê bem todos os locais impressionantes do navio: os restaurantes, os quartos, os salões, a boate, as piscinas e por aí vai.

Por isso imagino que o filme seja uma peça de publicidade travestida de draminha inócuo do diretor.

NOTA: 🎬🎬🎬

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s