081/2022 SORTE DE QUEM?

Confissão: quase não assisti esse filme por causa da Lily Collins, porque apesar da série Emily Em Paris ser fofinha e tal, ela só fez filme muito ruim nos últimos anos.

Confissão 2: só assisti esse filme por causa do Jesse Plemons, possivelmente meu ator de Hollywood preferido dos últimos tempos, ao lado do Joaquim Phoenix, apesar deles estarem em extremos opostos do espectro.

Sobrou o Jason Segel no trio do elenco desse filminho da Netflix, um ator bem genérico que cumpre o papel dele aqui e só está no filme porque a história é dele, o roteiro é dele e ele chamou um amigo pra dirigir, porque no lugar dele poderia estar qualquer pessoa do mundo que sabe atuar.

Sorte de Quem? é mais um filme feito durante a pandemia, com dinheiro suficiente para contar um fiozinho de história que no caso, é boa.

Segel é um cara que invadiu a casa de campo vazia de um bilionário, aproveitou um dia por lá só que demorou pra ir embora e no final o cara e a esposa lá chegam e encontram o invasor que logo passa de um cara perdido e ousado a um bandido, sei lá, light.

O casal, Plemons e Lily, não se conformam com aquele pobre feioso de pele detonada invadindo seu espaço e perguntam o que ele quer para ir embora e deixá-los em paz.

A partir daí o roteiro começa a ficar interessante, onde a gente vê que as obviedades das personagens se tornam uns tipos de muletas boas para o trio que os vive.

Plemons, como o bilionário escroto e amoral rouba o filme.

Ao mesmo tempo que eu fiquei surpreso em vê-lo nesse papel, sabia que ele poderia ser esse cara, apesar de imaginar o gordinho loirinho genial mais bobo e perdido como é o personagem vivido pelo Jason, que também é o gordinho com cara de bobo.

Plemons nos mostra que primeiro, ele é o cara que não só arrasa em Estou Pensando em Acabar com Tudo mas principalmente ele dá um show em Ataque dos Cães.

Lilly Collins ficou quietinha ao fundo, o que (quase) achei uma pena, porque quando sua personagem vem à tona, ela mostra que é boa e que ela só tem dedo podre ao escolher projetos no cinema.

Resumindo: Sorte de Quem? é bacana, primeiro por causa do Plemons e depois porque é uma surpresa das boas, nessa onda que estamos surfando de filmes pequenos, sem grana, feitos na pandemia, com elenco pequeno, onde a maioria é porcaria e tem um ou outro que se destaca como meu preferido e ainda difícil de se assistir 18 1/2.

NOTA: 🎬🎬🎬1/2

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s